sábado, 23 de agosto de 2014

BA: Assédio moral e doenças ocupacionais fazem parte do cotidiano da Nestlé

Na manhã de quinta-feira(21), os trabalhadores da unidade da Nestlé em Feira de Santana/Bahia, estiveram em assembléia com o Sindicato para discutir sobre diversos problemas que vêem acontecendo na fábrica.

A Direção do Sindalimentação esteve representada pelos diretores, Derlan Queiroz, Francisoc Neto (Cawboy), Rogério Santos (Mizeré) , Rômulo Araújo e José Netto (Netto Moraes). Na oportunidade os dirigentes que fazem parte da base da alimentação contaram com o apoio do Sindicatos dos Metalúrgicos de Feira de Santana e Região , Sindicato dos Rodoviarios de Salvador, Dirigente da CMN, Dirigente da Fetim e CUT/Bahia através de Josenilton Ferreira (Cebola) e Antonio Mario

Logo no inicio da assembléia, o sindicato relatou os pontos de pauta que deveria ser debatido e os trabalhadores aprovaram por unanimidade. Foram eles: 1) Assédio Moral, 2)Perseguissões, 3)Condições precárias de atendimento no âmbulatório, 4)doenças ocupacionais, 5) condições de uso e manoseio no refeitórios aos domingos, 6) Leitura de carta feita a próprio punho por um dos trabalhadores que foi assediado por superiores, 7) Plebiscito Popular , 8) Democratização da Comunidação e 9) Salários atrasados e falta de pagamento do FGTS dos Terceirizados.

A assembléia iniciou às 05:30 da manhã com a mobilização e concientização com os trabalhadores para que aguardassem todos chegarem. Na atividade foram envolvidos trabalhadores diretos e indiretos pois, o sindicato dos Metalurgicos recebeu demandas dos trabalhadores que desenvolvem atividades dentro da Nestlé.

Após todos chegarem o Sindalimentação, com autorização, leu uma carta de 03 (três) laudas onde um trabalhador relatou todo seu sofrimento em diversos momentos dentro da fábrica quando, por muitas vezes foi assediado moralmente. A CUT e os dirigentes Sindicais repudiaram a omissão da empresa pois a mesma já tinha sido comunicada anteriormente sobre os fatos e nada fez. Durante a assembléia os sindicalistas convocaram os trabalhadores a mudar o atual sistema politico do País através do Plebiscito que acontecrá entre os dias 1º a 7 de setembro.

A CUT/Bahia condenou vêementemente as práticas de Assédio bem como o grande número de doenças ocupacionais que já somam mais de 250 trabalhadores durante os quase 08 anos de Nestlé em Feira de Santana/Bahia.

O sindicato ainda relata que uma outra reclamação dos trabalhadores é quando a empresa GR, "responsável" pela alimentação dos trabalhadores, em finais de semana realiza dedetização sem os devidos cuidados onde alguns trabalhadores sentiram-se mau. " è frenquente às reclamações que temos do ambulatório da empresa , principalmente quando se diz respeito ao tratamento humano por uma das técnicas que trabalha no setor" Disse Cawboy Netto (Dirigente do Sindalimentação)

(fonte, acesso em 23/08/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário