sexta-feira, 22 de agosto de 2014

PR: Assédio moral no HSBC em São José dos Pinhais continua sem respostas

O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região realizou novamente uma manifestação na agência de São José dos Pinhais do HSBC, na manhã desta quinta-feira (21). 

O banco inglês continua tratando os bancários com descaso, já que está demorando para responder as diversas denúncias de assédio moral contra o gestor da agência. Em uma reunião realizada no dia 30 de julho, após um protesto na mesma agência, o HSBC pediu um prazo para solucionar o problema.

Mais de 20 dias se passaram e, após essa nova manifestação, o HSBC informou que o responsável por conversar com gestores e funcionários da agência não tinha disponibilidade de agenda para fazer isso, mostrando que o banco não está preocupado em resolver a situação. 

O Sindicato obteve a informação que até o momento nenhuma punição foi aplicada e o gestor ainda será promovido a superintendente. "Por muito menos, o bancário é punido com advertências, enquanto isso o chefe, ao invés de ser punido, é promovido", relata Cristiane Zacarias, representante do Sindicato na Comissão de Organização dos Empregados (COE) do HSBC.

A situação de assédio se mantém, por vários meses, no HSBC de São José dos Pinhais e em várias outras agências. O Sindicato continuará promovendo manifestações contra essa política nefasta promovida pelo banco.

Contraf-CUT com Seeb Curitiba

(fonte, acesso em 22/08/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário