quarta-feira, 20 de agosto de 2014

SP: Bancários Saem às Ruas em Busca de Melhores Condições de Trabalho

O Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, com lideranças da Federação dos Bancários (Fetec/CUT-SP) e outros sindicatos filiados realizaram nesta terça-feira (19) uma caravana falando sobre as reivindicações da categoria. Cerca de 40 bancários dos sindicatos de Catanduva, Araraquara e Barretos participaram do ato.

A caravana teve início no Banco Itaú, da rua Minas Gerais, e foi passando pelos bancos da rua Brasil, encerrando em frente ao Banco do Brasil, na rua Pernambuco. Os sindicalistas ofereceram panfletos aos clientes dos bancos e para a população, informando a respeito de demissões e o desrespeito dos banqueiros para com os funcionários e clientes.

O Secretário Geral da Fetec/CUT-SP, Roberto Rodrigues, explicou que a pauta de reivindicação já foi entregue para a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). “A pauta já está com a Fenaban e deve se estender nos próximos dias, esperamos conseguir as respostas sem a necessidade de uma greve”, explicou. 

Roberto ainda salientou que nos últimos anos, mesmo após as caravanas, a Fenaban não tem ouvido as reivindicações. “Infelizmente, nos últimos anos, só após as greves que passamos a ser ouvidos, mas neste ano, com os lucros altos dos bancos, é possível que os bancos respondam as nossas reivindicações”.

Neste ano, os bancários estão com o tema “3D – Demitem, Desrespeitam, Deprime”, denunciando a situação dos bancos. “Escolhemos temas lúdicos, como forma criativa de levar aos clientes os seus direitos e a mobilizar os bancários”, conclui.

A pauta de reivindicações da categoria para a Campanha Nacional 2014 foi entregue aos bancos no último dia 11. Entre as principais reivindicações estão: o fim do assédio moral e das metas abusivas, mais contratações, fim das demissões, aumento real de 12,5% e reajuste do piso salarial de acordo com o piso previsto pelo Dieese.

Além do ato em Catanduva, o Comando Nacional dos Bancários, deu início nesta terça-feira, a primeira mesa de negociações com a Fenaban, entre os temas discutidos foram saúde e condições de trabalho. Outros temas também serão debatidos, como o fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, isonomia de diretos para afastados por motivos de saúde e a manutenção dos planos de saúde na aposentadoria.

“O assédio moral e as metas abusivas estão deixando os bancários adoecidos, tomando remédio tarja preta”, afirma o presidente do sindicato Paulo Franco. Uma pesquisa realizada pelo Sindicato dos Bancários de Catanduva com 447 trabalhadores do ramo financeiro, no mês de junho, revelou que um quarto dos bancários usou ou está usando medicamentos controlados nos últimos doze meses. As negociações se estendem até hoje (20). 

Após passar por Araraquara e Catanduva, a caravana segue em Barretos nesta quarta-feira (20).

(fonte, acesso em 20/08/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário