terça-feira, 30 de setembro de 2014

PR: Cresce número de bancários que sofrem de depressão por assédio moral, diz Sindicato

O perfil das doenças que atacam grande número de bancários mudou. Se até pouco tempo esses profissionais eram acometidos pela L.E.R (Lesão por Esforço Repetitivo), agora o mal é a depressão e outras patologias mentais.

Por Cristina Esteche - Rede Sul de Notícias.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários de Guarapuava, Fernando Zanona, embora não existam dados oficiais, mas é alto o índice de bancários que toma remédio com tarja preta (controlado e vendido apenas mediante a entrega de receituário médico específico). “Ainda não existe uma pesquisa, mas o número é alto e cresce a cada dia.”

De acordo com o sindicalista, a causa é o assédio moral que os bancários sofrem para o cumprimento das metas mensais. “ Essas metas são abusivas. São exigidas para a abertura de contas, empréstimos. Cada funcionário tem um número para fechar e hoje 100% já não adianta. Você tem que atingir 150% e quem não consegue é assediado, ameaçado e chega a ser demitido.”

Guarapuava possui 250 bancários trabalhando nas agências e outros 650 em municípios da região.

(fonte, acesso em 30/09/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário