terça-feira, 30 de setembro de 2014

PR: Transtorno mental e assédio moral serão debatidos em Pato Branco

Uma ação conjunta do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) com o Ministério Público do Trabalho (MPT) promovem nesta terça-feira (30), às 19h, no auditório do Sindicomércio, as palestras Transtorno mental e do comportamento relacionado ao trabalho e Assédio moral no trabalho.

Diário do Sudoeste - Marcilei Rossi

Segundo a coordenadora do Cerest macrorregião Sul — que compreende as regionais de saúde de Pato Branco, Guarapuava e Francisco Beltrão —, Maricéa Engel, a iniciativa deve ampliar o conhecimento geral em relação aos transtornos que podem estar relacionados às condições de ambientes de trabalho.

Maricéa destacou que diferente de notificações a agravos de saúde do trabalhador, como acidente de trabalho fatal; acidente de trabalho com mutilações; e acidente com exposição e material biológico, os transtornos mentais relacionados ao trabalho não são documentados, o que ainda impede uma quantificação de ocorrências.

Para a coordenadora da Cerest, é importante a organização de uma rede de assistência e também a conscientização dos segmentos para os cuidados que podem evitar esse tipo de transtorno.

“O problema mental de um trabalhador pode ser desde social, dificuldade de relacionamento, impaciência, agressividade, pode apresentar danos psicológicos, causando amargura, distúrbio do sono, ou até mesmo um dano maior, como um dano físico”, apontou Maricéa.

Ela também destacou que o assédio moral é uma violência no ambiente de trabalho e que também deve ser notificado.

Maricéa ainda explicou que, em virtude dos baixos registros de agravos à saúde, os únicos indicativos dessa natureza se refletem a casos extremos, quando chega a esfera do Ministério do Trabalho, do INSS por afastamento das funções ou procura do trabalhador a um profissional de saúde.

Conforme a coordenadora, mesmo que o convite tenha sido direcionado aos profissionais da saúde, toda a comunidade pode participar para ter maior clareza da legislação de agravos à saúde do trabalhador.

(fonte, acesso em 30/09/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário