terça-feira, 30 de setembro de 2014

SP: Stap denuncia assédio moral com funcionários do Meio Ambiente

A sessão plenária desta quinta-feira, 25, na Câmara Municipal de Guarulhos, que teve seu encerramento às14h58, serviu de palanque para o presidente do Stap (Sindicato dos Trabalhadores na Administração Municipal de Guarulhos), Pedro Zanotti Filho, que fez graves denúncias em relação ao tratamento dos gestores da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, em especial, o titular da Pasta, Luiz Henrique Rodrigues Zanetta.

Antonio Boaventura - GuarulhosWeb

De acordo com Filho, os colaboradores sofrem com diversas situações de assédio moral. Ele também enfatizou as diversas tentativas de contato com Zanetta para esclarecimentos sobre os acontecimentos, porém, sem êxito. Como medida, o presidente não descartou a possibilidade de promover greve entre os funcionários da secretaria.

"Os funcionários estão sofrendo com assédio moral dos próprios comandantes da Secretaria de Meio Ambiente. Eles estão sendo chamados de vagabundos. Ele não tem bom senso e muito menos respeito. Já solicitamos por algumas oportunidades reunião com o Zanetta e em nenhuma delas fomos atendidos", destacou.

O mandatário do Stap exigiu que fosse cumprido o artigo 1º da Lei Municipal n.º 5809/2002, de autoria do vereador licenciado José Luiz (PT), que dispõe as seguintes penalidades ao servidor público que cometerem atos de assédio moral - curso de aprimoramento profissional, suspensão, multa e demissão.

"As obras que são destinadas a esta Secretaria tem de serem realizadas em tempo recorde, porém, existe uma lei municipal que abrange esta causa e peço aos senhores parlamentares que o façam cumprir. Se passa por cima dos vereadores, que representam o povo, imagine com um sindicalista", explicou.

Já o vereador Marcelo Seminaldo (PT), diante da situação, se comprometeu a visitar a sede da Secretaria do Meio Ambiente nesta sexta-feira, 26, sem mencionar o horário. Em contrapartida, a parlamentar Dona Maria (PT) mostrou-se indignada com a atitude do atual gestor da Pasta com seus colaboradores.

"Estou muito triste com a notícia que recebi quando retratava o desrespeito com os trabalhadores da secretaria de Meio Ambiente, que fizeram manifestação de protesto contra o assédio moral, maus tratos e perseguições sofridas por eles (gestores) diariamente. Sinto-me profundamente magoada e constrangida com essa horrível situação", encerrou.

(fonte, acesso em 30/09/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário