sábado, 4 de outubro de 2014

ES: Merendeiras e auxiliares de serviços gerais de Vila Velha entram em greve

As merendeiras e auxiliares de serviços gerais de Vila Velha paralisaram as atividades nesta quinta-feira (2), em protesto pelo reajuste em benefícios e contra o fim de descontos indevidos nos salários. Na manhã desta quinta, a categoria ocupou a prefeitura do município solicitando uma audiência com o prefeito Rodney Miranda (DEM). 

Livia Francez - seculodiario.com 

Diante do protesto, o prefeito marcou uma reunião que deve ser realizada ainda na tarde desta quinta-feira. 

A greve por tempo indeterminado deve atingir a limpeza das diversas escolas que abrigam seções eleitorais no município e onde milhares de eleitores votarão no domingo (5).

Nessa quarta-feira (1) a categoria aguardou durante todo o dia, mas não foi recebida pelo prefeito. Os trabalhadores realizaram uma passeata que seguiu da Praça Duque de Caxias, no Centro de Vila Velha, até a prefeitura, no bairro Coqueiral de Itaparica. 

A categoria reivindica auxílio alimentação de R$ 450, fim dos descontos indevidos, e que as empresas aceitem atestados médicos quando o trabalhador levar filhos menores de idade e pais idosos para consultas ou hospitais.

Em julho deste ano, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Pública no Estado do Espírito Santo (Sindilimpe-ES) realizou uma assembleia com os trabalhadores que relataram problemas como a falta de condições de trabalho, casos de assédio moral e reclamações em relação a faltas não abonadas.

Depois da reunião e de protestos dos trabalhadores, eles foram recebidos por representantes da prefeitura e dos patrões para uma reunião. O encontro resultou em um acordo de que novas reuniões seriam realizadas para buscar soluções. No entanto, mais de dois meses depois, nenhuma outra reunião foi agendada. 

Apenas na última sexta-feira (27) representantes dos patrões chamaram o sindicato para conversar, diante da nova assembleia que aconteceria no sábado (27), mas informaram que não haviam propostas.

(fonte, acesso em 04/10/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário