terça-feira, 7 de outubro de 2014

MG: Presidente do Sintramon denuncia assédio moral no setor de Saúde

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sintramon), Carlos Alberto Silva, utilizou a Tribuna Popular na última reunião da Câmara de Vereadores, realizada na quarta-feira (1°) para falar de diversos casos de assédio moral ocorridos nas repartições públicas de João Monlevade.

A Notícia - foto de Isabela Azi

Segundo Silva, os casos têm se tornado frequentes no município, principalmente na área de Saúde. “O assédio moral está campeão na maioria dos setores da Prefeitura, notadamente no setor de Saúde. Nós recebemos várias denúncias, já fizemos várias denúncias, já encaminhamos à Secretária de Saúde, já fizemos reuniões na Secretaria e o quadro permanece”, relatou. 

Ainda de acordo com Carlos, o assédio se estende às condições de saúde e segurança dos trabalhadores, principalmente na Policlínica e no Pronto Atendimento (PA). “Volto a frisar que hoje o Sindicato foi chamado no PA, onde o ar condicionado não funcionava e a circulação de ar era precária. A temperatura lá dentro chegava a 28 graus. Os funcionários e pacientes estavam expostos ao risco de contaminação, inclusive, com um diagnóstico de Tuberculose”, declara. 

Carlos relatou ainda que na quarta-feira (1°) foi feita uma denúncia à Gerência Regional de Saúde (GRS) e afirmou que a Prefeitura não está preocupada com a situação dos trabalhadores. “Infelizmente a administração municipal e a Secretaria de Saúde têm feito ouvido de mercador às denúncias do Sindicato e à situação dos servidores públicos de João Monlevade”, finalizou. 

O presidente da Câmara, Guilherme Nasser (PSDB), informou que o PA teve, sim, problemas com o ar condicionado, mas que a situação já foi resolvida. A Assessoria de Comunicação do Executivo monlevadense confirmou a informação de Guilherme.

(fonte, acesso em 07/10/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário