quinta-feira, 26 de março de 2015

PA: MP confirma denúncia de assédio sexual por coronel da PM

Um grupo de mais de 30 alunas do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), da Polícia Militar do Pará, começou a prestar depoimento ao promotor de Justiça Militar, Armando Brasil Teixeira, sobre denúncias de assédio sexual e moral contra o tenente coronel Nagib Sadala Salame Filho, ex-comandante da unidade. Os depoimentos começaram na manhã desta quarta-feira (25), em Belém.

Por Redação ORM News

As alunas confirmaram a prática de assédio sexual e moral na unidade. O nome do coronel Arthur Morais, diretor de Ensino e Instrução da PM, e superior a Sadala na hierarquia militar, foi citado pelas denunciantes. Segundo o promotor, elas relataram que o coronel desestimulou o grupo a fazer denúncias ao MP Militar sobre o caso 'pois não seria bom para a PM e não daria em nada'.

Brasil informou que o coronel responderá por prevaricação, um crime contra a administração pública que ocorre quando um servidor público retarda ou deixa de praticar um ato de sua responsabilidade, expresso na lei, para atender a interesse pessoal.

Venda ilegal

O grupo denunciou ainda a venda ilegal de fardamento e proteção como capas de chuva no interior do CFAP. A denúncia implica dois militares conhecidos como 2º tenente Marcelo e Subtenente Pamplona. Os dois agiriam com a anuência do tenente coronel Sadala ao permitir que apenas três empresas comercializassem os materiais para fardamento militar nas dependências do centro em esquema similar a um cartel. 

Os depoimentos prosseguem nesta quinta-feira (26). O tenente coronel Sadala e os outros militares citados serão ouvidos pelo MP Militar ao término dos depoimentos das alunas.

Outro lado

Por e-mail, a assessoria de comunicação da PM informou ao ORM News que 'o caso ainda está em processo e em instância externa à Policia Militar'. 

(fonte, acesso em 26/03/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário