quinta-feira, 26 de março de 2015

SP: Fornecedora pagará indenização de R$ 50 mil por assédio moral e sexual

A empresa AD BUS - Serviços e Comércio de Bancos para Ônibus, Vans e Barcos assumiu em TAC (Termo de Ajuste de Conduta) firmado com Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP) a obrigação de acabar com a prática de assédio moral e sexual contra seus trabalhadores.

Por Fabiola de Souza Melo / Ana Carolina Spinelli - MPT 2.ª Região

Denúncia contra a empresa em 2012 apontou que funcionários vinham sofrendo humilhações constantes por parte de superiores hierárquicos, com gritos e ameaças de demissão, o que foi confirmado por testemunhas ouvidas durante o inquérito civil conduzido pelo MPT.

A empresa será obrigada, pelo acordo, a pagar uma indenização de R$ 50 mil reais por danos morais coletivos, reversível ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD).

Além do valor, a empresa compromete-se a realizar campanhas semestrais internas contra o assédio moral e sexual durante o prazo de 3 anos. Caso a empresa descumpra o acordo, terá de pagar multa de R$30 mil por cláusula descumprida, acrescida de R$1 mil por trabalhador prejudicado.

(fonte, acesso em 26/03/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário