terça-feira, 7 de abril de 2015

PR: Metalúrgicos de Curitiba malham o assédio moral na Bosch

Aproveitando as comemorações da Semana Santa, os metalúrgicos da Grande Curitiba fizeram um ato simbólico no último sábado (04) contra o assédio moral e as práticas antissindicais da empresa. Os trabalhadores malharam um judas representando o assédio moral praticado pela multinacional alemã. “Malhamos esse judas para mostrar que o trabalhador não deve temer o assédio moral e sim lutar contra ele. É um ato que marca também o protesto contra as demissões ilegais na Bosch”, resumiu o diretor do Sindicato da categoria, Jorandir Ferreira, o Alicate.

Por Assessoria de imprensa da Força Sindical-PR

Trabalhador completa 28 dias acampado em frente à Bosch

O protesto do trabalhador Cristiano Pereira completa hoje 28 dias. O metalúrgico, que também é dirigente sindical, está acampado em frente à fábrica desde que foi demitido por ter cobrado melhores condições de trabalho. Segundo denúncias, os trabalhadores estão com sobrecarga de trabalho tendo que operar sozinhos de três a quatro máquinas. Além disso, outros dirigentes sindicais e até cipeiros estariam recebendo advertências e ameaças de demissão.

Trabalhadores americanos organizam abaixo-assinado

O protesto tem ganhado contornos internacionais. Além das denúncias feitas pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba às organizações trabalhistas do exterior, trabalhadores americanos das fábricas da Bosch, localizadas no estado de Michigan, nos EUA, estão recolhendo assinaturas para pedir a reintegração de Cristiano e o fim do assédio moral na fábrica de Curitiba. O abaixo-assinado é organizado pela United Automobile Workers (UAW).

Apoio de entidades sindicais

Várias entidades sindicais de outras categorias estiveram no acampamento para demonstrar seu apoio à luta: Aposentados (Sindinap), cobradores e motoristas (Sindimoc), os trabalhadores dos têxteis (Sinditêxteis), de bebidas (Sindibebidas), gráficos e alimentação, entre outras.

(fonte, acesso em 07/04/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário