domingo, 31 de maio de 2015

PR: Mesa redonda discute assédio sexual e moral no trabalho em Guarapuava

Assédio sexual e moral nas relações de trabalho foi tema da mesa redonda realizada nesta sexta feira (29), pela Secretaria de Políticas para as Mulheres em parceria com o Laboratório de História Ambiental e Gênero (LHAG) da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). O objetivo do debate foi mostrar a legislação que incrimina o assédio e as relações de poder no ambiente de trabalho, além de orientar os participantes sobre a forma de identificar o assédio, os procedimentos de registro e como denunciar. O evento teve inicio às 19h, na sala de eventos da Unicentro.

Por Bárbara Franco / Rede Sul de Notícias


A mesa redonda contou com três debatedores, a promotora do Ministério Público do Trabalho em Guarapuava, Cibelle Costa Farias, e os coordenadores do LHAG e professores do Departamento de História da Unicentro, pós-doutor, Jó Klanovicz e a pós-doutora, Luciana Klanovicz.

Durante o debate a promotora, Cibelle Costa Farias, falou sobre as características do assédio sexual e moral nas relações de trabalho, além de explicar a importância das vitimas denunciarem o assédio. “É importante que as pessoas entendam que enquanto não houver punição esse tipo de situação não vai parar de acontecer em Guarapuava”.

Já os professores Jó Klanovicz e Luciana Klanovicz relataram algumas situações traumáticas de assédio sexual e moral em diversas universidades do país e na Unicentro. “Já presenciei diversos casos desde professores assediando alunos, estudantes assediando professores até ex-marido de aluna entrar armado na universidade atrás dela”, relata Luciana.

De acordo com a secretária interina da Mulher, Adriele Inácio, a ação integra as diversas atividades relacionadas ao tema já realizadas em Guarapuava pela Secretaria da Mulher desde 2013. “Agora estamos trabalhando de forma mais pontual e orientativa, pois a mesa redonda, além de debater sobre o assunto, visa propor ações efetivas para denúncias e combate ao assédio moral e sexual nas relações de trabalho”.

Participaram do evento estudantes, professores e pessoas da comunidade. A prefeita em exercício, Eva Schran, também esteve presente no evento. 

(fonte, acesso em 31/05/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário