quarta-feira, 20 de maio de 2015

RS: Metalúrgicos de Caxias protestam contra assédio moral e falta de segurança na Tedesco

Os trabalhadores da empresa Tedesco, de Caxias do Sul, estão paralisados desde o início da manhã desta quarta-feira, 20, em protesto ao assédio moral e a falta de segurança no ambiente de trabalho.

Por Portal CTB / Foto Fabíola Spiandorello

Durante assembleia realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos, os trabalhadores decidiram permanecer parados até que a empresa chame o sindicato para uma conversa em busca de soluções para os problemas por eles enfrentados.

Segundo relatos dos trabalhadores, os acidentes de trabalho são constantes, muitos sem o registro do CAT – Cadastramento da Comunicação de Acidentes de Trabalho. Além disso, há muita pressão por produção, problemas nas relações de trabalho e práticas antissindicais.

“Não podemos permitir que se trabalhe sob forte pressão e em condições inseguras, com muitos acidentes de trabalho. É direito dos trabalhadores ter segurança para exercer suas funções. Os trabalhadores têm deveres, mas a empresa também tem, e precisa respeitar nossos direitos. O sindicato é aberto ao diálogo. E mais uma vez estamos aqui para tentar resolver esses problemas, que são antigos”, destaca o presidente do sindicato, Assis Melo.

O vice-presidente do sindicato, Claudecir Monsani, salientou que a política da empresa não prioriza a segurança dos trabalhadores e aproveitou para esclarecer os riscos do PL 4330 da terceirização. “Precisamos estar unidos. Somente com mobilização podemos resolver os problemas e garantir nossos direitos. Se o PL 4330, que é um retrocesso e acaba com a CLT, for aprovado, situações como a de hoje serão frequentes, ou ainda piores.”

(fonte, acesso em 20/05/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário