domingo, 17 de maio de 2015

SC: Assédio sexual é tema central do 1º Seminário Mulheres da Segurança Pública

Ambiente e condições de trabalho, assédio moral e sexual sob a perspectiva das mulheres agentes de segurança pública. Estes os temas do 1º Seminário Mulheres da Segurança Pública que acontece no dia 23 de maio, no Centro Sul (Centro de Convenções de Florianópolis), a partir das 9h. O evento é uma realização da Aprasc e da Associação Nacional de Praças (Anaspra), em parceria com o Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-SC), a Associação dos Escrivãos da Polícia 

Por Associação de Praças do Estado de Santa Catarina - APRASC

Caravanas das praças da PM e do BM estão sendo organizadas pelos diretores regionais da Aprasc, cujos contatos estão disponíveis no site, nos mesmos moldes em que são feitas as mobilizações para assembleias e atos da categoria. 

O debate contará com palestrantes especialistas no tema, integrantes de movimentos e organizações de defesa e luta pelos direitos das mulheres, como Tânia Slongo, integrante da Marcha Mundial das Mulheres - MMM, para falar sobre as conceituações de assédio moral, sexual e violência no trabalho. A advogada da Aprasc, Grace Martins, também participa do evento para elucidar sobre os enquadramentos e conceituações legais existentes. Outra participação importante para a discussão do tema é a da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, que confirmará presença até o dia 20.

Do Seminário sairão encaminhamentos para a definição de ações específicas pelas entidades realizadoras e para dar embasamento aos documentos que estão sendo produzidos pelo Grupo de Trabalho de Combate ao Assédio Moral e Sexual às Agentes de Segurança Pública.

O GT foi criado com a meta de elaborar uma cartilha orientativa sobre assédio moral e sexual, dedicado apenas às mulheres, como primeira ação de combate a esses crimes cuja gravidade foi mostrada pelos resultados da pesquisa "Mulheres nas instituições policiais", feita pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) em parceira com a Senasp e Fundação Getúlio Vargas. É composto por representantes de 21 entidades de trabalhadores da segurança pública em níveis estadual e nacional (PM, BM, PC, PF, Guardas Municipais, PRF, PRE), além de Senasp, SRJ, Conselho Nacional de Segurança Pública, Conselho Nacional do Ministério Público, Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). A elaboração da cartilha foi sugerida pelo presidente da Aprasc e da Anaspra, cabo Elisandro Lotin.

A elaboração da cartilha foi sugerida pelo presidente da Aprasc e da Anaspra, cabo Elisandro Lotin. A última reunião prevista pela Portaria, para a finalização dos trabalhos acontece nos dias 25 e 26. 

Fique atenta:

*O quê: 

1º Seminário Mulheres da Segurança Pública - Condições de Trabalho, assédio sexual e moral, sob a perspectiva do gênero feminino.

Onde: Centro Sul , na Avenida Governador Gustavo Richard, 850 - Centro - Baia Sul - Florianópolis - SC.

Hora: 9h às 12h e 14h às 17h

*Detalhes sobre a programação serão divulgados assim que os nomes dos palestrantes estiverem todos confirmados.

(fonte, acesso em 17/05/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário