segunda-feira, 22 de junho de 2015

RJ: Bancários fazem manifestação contra Assédio Moral e fecham agência, em Cabo Frio

Quem procurou a agência bancária do Bradesco, na Avenida Assunção, Praça Porto Rocha, em Cabo Frio, tomou um grande susto, com os cartazes de Greve e Assédio Moral, na porta, na manhã desta quarta feira (17).

Por Eduander Silva / Repórter Eduander Silva - Fique bem informado

O sindicato da categoria realizou uma manifestação fechando somente esta agência na cidade de Cabo Frio, contra a demissão de uma funcionária, que segundo informações, retornava há poucos dias do período de licença maternidade.

Segundo Suez Santiago, representante da categoria, a funcionária foi demitida por causa de uma cliente. Esta pessoa teria conhecimento no alto escalão do banco e feito uma reclamação do atendimento prestado por esta funcionária, o que teria gerado sua demissão.

“Estivemos com a direção do banco local e eles não sabiam informar os motivos que levaram para esta demissão, declarando que a ordem veio de cima para baixo. Mas a suposta cliente teria chegado na agência e gritado aos quatro ventos que foi por sua causa que a funcionária saiu, querendo se mostrar poderosa e influente, causando pânico nos outros funcionários.

Para que tenham uma ideia, preocupados com esta cliente, a agência teria separado uma funcionária, transformando-a em exclusiva para atender esta pessoa. Isso é inadmissível. Recebemos a informação de que até mesmo pessoas de cargos mais altos dentro da Agência na Praça Porto Rocha estavam temendo esta cliente, acreditando ser o próximo da vez. Isso é assédio moral.

A diretoria do Bradesco, em São Paulo, entrou em contato conosco e vamos abrir uma mesa de negociação.

Uma das solicitações que iremos fazer é o retorno da funcionária, que ainda sofre com problemas de LER DORT (Lesões por esforços repetitivos e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho). Não pode também é prevalecer o medo que criou dentro da agência desta cliente.

Os funcionários precisam ter tranquilidade para trabalhar. "Estamos indignados com este assédio Moral”, declarou Suez, apontando para uma possibilidade de ainda nesta quarta-feira (17) a agência abrir para o público, já que somente foi permitido a entrada de dois gerentes.

Mas na quinta feira (18) a agência irá funcionar normalmente.

(fonte, acesso em 22/06/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário