quinta-feira, 23 de julho de 2015

PE: Sindicato debate assédio moral em Semana de Prevenção de Acidentes do BB

O Sindicato ministrou palestra nesta terça-feira, dia 21, sobre assédio moral no ambiente de trabalho. O debate aconteceu no auditório da Gepes (Gerência de Pessoas) do Banco do Brasil, como parte da Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho). Quem falou sobre o tema foi o secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato, João Rufino.

Por Fabiana Coelho - Seec PE

Rufino ressaltou a necessidade de fazer do assédio moral um tema de discussão continuada. Entre os vários aspectos abordados durante a palestra, ele trouxe à tona a discussão sobre o chamado assédio institucional. 

“Recentemente, no Distrito Federal, a Justiça condenou o Banco do Brasil por danos morais coletivos. O assédio institucional é aquele que não se refere a casos isolados, mas é fruto da organização do trabalho e da política de metas do banco”, explicou o dirigente.

A discussão foi bastante participativa e serviu para esclarecer dúvidas dos que estavam presentes. O diretor do Sindicato também alertou os participantes quanto à importância de utilizar os canais internos de denúncia, garantidos na Convenção Coletiva Nacional. 

“É preciso massificar a utilização deste instrumento. Muita gente ainda prefere recorrer aos canais internos do banco quando a gente garantiu a conquista de um instrumento que, além de garantir sigilo, permite o acompanhamento por parte do Sindicato, cobrando respostas e resultados”, disse Rufino.

O debate contou com a participação de um grupo que está realizando o curso de segurança do trabalho e de integrantes da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). A abertura da palestra ficou por conta de Miguel Arruda, da Gepes. 

“Um ponto que fizemos questão de salientar é que a falta de solidariedade entre os colegas fortalece o assédio”, ressaltou Rufino.

(fonte, acesso em 23/07/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário