domingo, 2 de agosto de 2015

ES: Sindicato cria Comissão de Prevenção e Combate ao Assédio Moral no Poder Judiciário do ES

A partir do projeto Diga Não ao Assédio Moral, apresentado na reunião da Direção Executiva desta terça-feira (23), foi instalada a Comissão Permanente de Prevenção ao Assédio Moral do SindjudES. São membros efetivos da Comissão: presidente do Sindicato, diretor de Saúde e Previdência, e a assessoria técnica do Sindijudiciário: assessora de imprensa; assistente social e o setor jurídico do Sindicato.

Por SindjudiciárioES 

A Comissão Permanente terá como atribuições abrir um amplo debate sobre o assédio moral nas instituições públicas. Segundo estudiosos sobre o assunto, na área pública esta prática é de difícil averiguação e, portanto, pode durar anos, pois neste caso o assédio não tem o intuito de causar a demissão do funcionário, mas de provocar sofrimento no ambiente de trabalho e a sua consequente transferência para outro setor.

A partir desta forma subliminar de gerar insatisfação e ansiedade no profissional, o Sindicato dos Servidores do Judiciário tem como proposta, promover campanhas de prevenção e de combate ao assédio moral, através de um trabalho de esclarecimento junto à categoria do que significa assédio moral e do mal que esta prática causa ao funcionário e ao seu ambiente de trabalho.

Além da educação e conscientização dos funcionários da Justiça Estadual, a partir de cursos, palestras e oficinas, a Comissão vai realizar um trabalho de atendimento individual e de familiares dos servidores do Poder Judiciário, a partir do relato de queixas; entrevistas com denunciantes, denunciados e testemunhas do fato; vistorias; estudos nos locais de trabalho; estruturação do processo de assédio e, por fim, realizar os encaminhamentos necessários. Todo o trabalho será desenvolvido com ética, respeito à dignidade das pessoas e sigilo. A Comissão irá acompanhar o caso de assédio do início até sua conclusão.

(fonte, acesso em 02/08/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário