sexta-feira, 21 de agosto de 2015

RO: Em Cacoal, assédio moral é tema de seminário realizado pelo Cerest

Cerca de 50 representantes de empresas públicas e privadas se reuniram no auditório do Ministério Público de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, nesta terça-feira (18), para um seminário com o tema: "O assédio moral e a exploração de diretrizes que estabelecem o Comunicado de Acidentes de Trabalho (CAT) a empresas em geral". A realização é do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

Por Magda Oliveira / G1 RO

Representando o Conselho Municipal de Saúde do município de Pimenta Bueno, Sidnei Correia, de 42 anos, chegou cedo ao encontro. Para o conselheiro, apesar de o município ser um pouco distante, é importante participar dessas formações, pois é Cacoal que faz o atendimento dos trabalhadores de Pimenta Bueno, e tudo que for inerente saber sobre o tema será bem aproveitado.

“Eu recebo várias situações de funcionários reclamando sobre abusos, ou constrangimentos causados por seus superiores, porém como não tenho muito entendimento do que se encaixa como assédio, não sei bem como orientar. Acredito que esse seminário irá esclarecer dúvidas sobre o tema”, acredita Sidnei.

De acordo com a técnica de segurança do trabalho do Cerest, Amanda Maforte, expor o trabalhador a situações constrangedoras e humilhantes repetidamente é um exemplo de assédio moral. “O funcionário não deve pensar que isso é normal e apenas aceitar. Esse funcionário precisa pedir ajuda, através do sindicato, ou diretamente no próprio Cerest, que iremos buscar a melhor forma de ajuda”, explicou Amanda.

Situações mais complexas poderão ser encaminhadas para a Justiça, pois assédio moral é crime. Em Cacoal a Cerest realiza atendimento na Avenida Amazonas, número 2690.

(fonte, acesso em 21/08/2015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário